Vencendo a Pornografia: Uma Guerra Espiritual

2019 10 30 touro 4

O que segue são palavras de conselho que dei hoje a um jovem pai e marido que está lutando com a pornografia.

Bom dia, meu irmãozinho:

A pornografia é a praga desta geração. Devido à maneira como a pornografia estimula nossos corpos e cérebros, é literalmente um vício indutor de drogas, um vício que está destruindo a vida de centenas de milhões de pessoas em todo o mundo, velhas e jovens, homens e mulheres. Pessoalmente, acredito que isso é verdadeiramente demoníaco e, como tal, é o caso da verdadeira guerra espiritual. Primeiro, precisamos implementar as orientações de Tiago 4:

Primeiro, submeta-se a Deus. Fazemos isso confessando nosso pecado – concordando com Deus que ver a pornografia viola o amor e a santidade, confessando a Ele que somos incapazes de controlar nossas paixões e invocando-O para nos ajudar.

Segundo, resista ao diabo. Mesmo que o Espírito Santo permaneça permanentemente em nosso espírito, nossos corpos e almas (mente, emoção e vontade) podem ser oprimidos e controlados por nossos inimigos espirituais. Nossa batalha não está com carne e sangue – os homens maus que abusam das mulheres para colher bilhões por ano – mas com inimigos espirituais nos céus e na terra (Efésios 6.10 e seguintes).

Quando Jesus e Paulo lidaram com os demônios, eles não apenas oraram. Eles falaram diretamente com eles. Podemos e devemos declarar a eles com voz alta: “Espírito de pornografia e fornicação, o Senhor te repreende! Em nome de Jesus Cristo e pelo poder do Seu sangue, vá aonde Ele te enviar, mas tu não estas bem-vindo na minha vida! Vá embora e nunca mais volte!

Terceiro, santifique sua “casa”. Uma vez que tenhamos tomado a primeira e segunda etapa, agora somos as casas “vazias e limpas”, como na parábola de Jesus em Mateus 12.43 e Lucas 11.24. Mas agora, precisamos encher a casa. Podemos orar: “Senhor, neste momento eu consagro minha sexualidade, em corpo e alma, a Ti. Eu me ofereço a Ti como um sacrifício vivo. Encha-me com o Teu Espírito Santo e assuma o controle da minha vida.”

Quarto, esteja preparado. O pecado sempre cria padrões. O homem que só olha a pornografia quando sua esposa está ausente. Ou quando ele está no trabalho. O quando ele está sozinho nos fins de semana. Você sabe quando seu momento normal de tentação será atingido, então esteja pronto! Prepare-se mentalmente para esses momentos, ANTES da tentação! Considere o que nosso apóstolo escreveu em Romanos 6.12-14:

Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos. Não ofereçam os membros do corpo de vocês ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros do corpo de vocês a ele, como instrumentos de justiça. Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da Lei, mas debaixo da graça.

Por mais difícil que seja para entender, de acordo com esses versículos, o pecado só domina a vida de um homem porque ele permite! Somos como mulheres abusadas que deixam os homens baterem nelas e depois se recusam a ligar para a polícia! Meu vício pessoal não é o pornô, mas a raiva e os pensamentos malignos, odiosos e até assassinos que a acompanham. Tomo Romanos 6.12-14 muito literalmente. No começo de cada dia, oro literalmente: “Deus, controle meus pensamentos, minha boca, minha língua, meu coração, minhas mãos e meus pés. Assuma o controle das minhas emoções. Eu os dou a Ti! ”

E posso testemunhar que Deus é fiel! A Bíblia diz que se pedirmos algo de acordo com a vontade de Deus, Ele nos ouvirá! E essa oração captura o coração da vontade de Deus para nós – que Ele seja o Senhor de nossas mentes e corpos. Ele ouvirá esta oração!

Por fim, procure um homem mais velho e piedoso que esteja capaz e disposto a acompanhá-lo durante essa batalha. Um companheiro assim é uma das chaves para qualquer programa como Alcoólicos Anônimos: todos nós precisamos de um mentor, um discipulador. Todos nós precisamos de um amigo mais maduro, com quem possamos compartilhar os nossos momentos mais feios, sem medo e com confiabilidade total. Paulo tinha isso em mente quando escreveu Gálatas 6.1-2:

Irmãos, se alguém for surpreendido em pecado qualquer, vocês, que são espirituais, deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado. Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo.

Quando estamos na batalha com pecados como pornografia, precisamos de um homem de confiança que nos ligue uma vez por semana para nos perguntar 1) como foi a semana e 2): “Você acabou de mentir para mim sobre qualquer coisa que disse?” E um amigo que nunca vai desistir de nós, mesmo quando caímos ou falharmos.

A pornografia é como o álcool, e basta uma bebida para nos colocar de volta. Mas, ativando o poder da graça de Deus e Seu Espírito Santo, podemos ser mais do que vencedores!

 

A Liderança Masculina na Bíblia

Era necessário para os/as feministas desenvolver uma “leitura feminista” para interagir com a Bíblia, porque na Bíblia, desde o início até o fim, a liderança é masculina. Existem migalhas como a história de Débora (mais sobre Débora num outro vídeo), mas tanto no AT e quanto no NT, 99,99% da liderança é masculina. Essa palestra foi apresentada na reunião da Ordem dos Pastores, na Primeira Igreja Batista de Campinas. Nem o audio nem o vídeo está muito bom mas dá para entender.

Nativismo Falsificado

2018 10 Mark & 1969 LTD 2 copy.jpg

Existe uma mentalidade doentia à qual qualquer missionário é suscetível, especialmente aquele que ama verdadeiramente as pessoas com quem trabalha. Chama-se “going native”, mais ou menos, “tornar-se nativo”. “Going native” não é apenas aprender uma nova língua, a comer alimentos estranhos e adotar novos costumes. É a ilusão de que uma pessoa pode realmente se tornar outra pessoa que não seja quem é.

Caí nessa ilusão enquanto trabalhava como missionário entre os índios okanagans do Canadá. Trabalhamos juntos, comemos juntos, nadamos juntos, andamos juntos e ficamos conversando juntos até o sol finalmente desapareceu às 23:00 da noite. E logo eu estava andando, conversando e agindo como um índio okanagan. Não foi intencional. Foi apenas o resultado natural de querer ser um dos rapazes e ser aceito, apesar de eu ser um missionário americano branco.

O “Velho Ben” era o dono da fazenda onde eu estava hospedado num trailer no meio do pasto dele, e ele era tudo o que um patriarca da família deveria ser, independentemente da cultura de cada um. Em sua juventude, ele era um verdadeiro “boêmio”, mas a idade o transformou em um homem quieto e gentil, que falava pouco mas quando ele falava os outros ouviam. Então, um dia do nada, ele me disse. “Mark, você nunca será índio. Você sempre será um homem branco.”

Confesso que fiquei chocado e magoado. Parecia que eu estava sendo rejeitado e excluído, apesar dos meus melhores esforços para ser culturalmente sensível. Respondi perguntando o que estava fazendo de errado. Ele olhou para mim como se eu fosse louco e falou: “O que faz você pensar que está fazendo algo errado? Você não está fazendo nada de errado. Você está pensando errado! Quer se tornar algo que não é e, ao fazer isso, desonra a pessoa que é. Não tente se tornar um índio. Apenas seja um homem de bem.”

Essas palavras foram profundas, mas confesso que perdi essa mensagem pelo caminho. Fui ao Dallas Seminary e li “Dress for Success” (“Vestindo-se pelo sucesso”), e me perdi na busca inútil de ser um dos “caras chiques”. Depois vim ao Brasil e fiz todo o possível para me tornar um brasileiro. Eu trabalhei duro no idioma. Comprei roupas brasileiras, calcei sapatos brasileiros e, de vez em quando, cortei meu cabelo com um barbeiro brasileiro. E então, um dia, quando eu estava sentado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, vestido como um brasileiro e lendo um livro em português, chamaram meu vôo. Quando me levantei, um jovem empresário sentado ao meu lado esbarrou em mim por acaso e, com toda sinceridade, olhou para mim e disse: “Excuse me”. Em inglês. Eu perguntei a ele em português “É tão óbvio assim?” E ele respondeu, com um sorriso compassivo, “Sinto muito”.

Aos olhos dos brasileiros, nunca serei brasileiro. E o fato de eu ser um americano conservador, evangélico e dispensacionalista que acredita na inerrância da Bíblia e aceita as proibições apostólicas contra a ordenação de mulheres como pastores, garante que, por mais que eu tente, ou que eu fale educadamente, existam pessoas que realmente se sentem uma profunda animosidade por eu estar no Brasil.

Mas também encontrei no Brasil as amizades mais íntimas e profundas que já tive na vida. Pessoas que me amam e me aceitam não porque sou americana, nem porque me tornei brasileiro, mas que, apesar de nossas diferenças, me aceitaram como eu sou. E quarenta anos depois, finalmente aprendi a viver o que o Velho Ben estava me dizendo na Reserva Okanagan, no Canadá: não tente ser outra pessoa. Apenas seja o melhor VOCÊ que você pode ser e, para mim, isso significa me tornar o homem que Deus pretendia. E eu escrevi tudo isso hoje apenas para compartilhar essa mensagem com você: existe apenas uma Pessoa no universo inteiro cuja opinião sobre sua vida realmente importa, nosso Pai que está no céu,. e Seu propósito para nossas vidas é exatamente isso: ajudar-nos a nos tornar a melhor versão de nós mesmos que podemos ser. Que Deus o/a abençoe!

Vencendo as Tentações

vencendo as tentações 2Recebi um email de um aluno meu pedindo orientações sobre como vencer as tentações em nossas vidas, e pensei que talvez seja proveitoso para os outros também.

Olá Dr. Ellis,
Tenho pensado se você teria algum conselho sobre melhorar o autocontrole.
Recentemente, a falta de autocontrole tem me incomodado em várias áreas: comida, desejo sexual, etc. Eu entendo que o domínio próprio por sorte, não é inteiramente devido à força de vontade, mas também à importância de se apoiar no Espírito. Em vista disso, parece que continuo falhando, e queria saber se você tem algum conselho ou pontos nas escrituras para eu me apoiar. Obrigado pelo seu tempo!
Atenciosamente,
J. O.

Oi, J. O.

Obrigado pela sua excelente pergunta.

Como alguém que tem lutado com comida em excesso desde que saí pra morar sozinho e sendo bem remunerado, entendo perfeitamente o que você está dizendo. É uma batalha diária na minha vida. Além disso, sou mentor de mais de um homem que luta contra pornografia e masturbação, apesar de serem cristãos muito dedicados. A fome e os apetites sexuais são desejos que Deus construiu em nós, para nos lembrar de comer e para nos ajudar a cumprir o mandamento de Deus de ser frutífero e multiplicar-se. Se tivéssemos o mesmo desejo sexual, tanto quanto lemos nossas Bíblias, a raça humana estaria extinta agora! O problema é que a “carne”, a natureza pecaminosa dentro de nós, perverte esses desejos e, ao invés de serem ferramentas, esses desejos nos dominam.

Primeiro: a promessa em Gálatas 5:

  • 16. Digo, porém, o seguinte: vivam no Espírito e vocês jamais satisfarão os desejos da carne. 17. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito luta contra a carne, porque são opostos entre si, para que vocês não façam o que querem. 18. Mas, se são guiados pelo Espírito, vocês não estão debaixo da lei. 19. Ora, as obras da carne são conhecidas e são: imoralidade sexual, impureza, libertinagem, 20. idolatria, feitiçarias, inimizades, rixas, ciúmes, iras, discórdias, divisões, facções, 21. invejas, bebedeiras, orgias e coisas semelhantes a estas. Declaro a vocês, como antes já os preveni, que os que praticam tais coisas não herdarão o Reino de Deus. 22. Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, 23. mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. 24. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. 25. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.

Este é o primeiro passo para superar as tentações da fome, seja fome de comida ou fome de sexo. “Andar” no Espírito significa confiar no poder do Espírito, momento a momento. Ajuda começar o dia com uma declaração de nossa dependência e nos entregar ao Espírito para sermos preenchidos pelo Seu poder. Literalmente orando: “Senhor, eu te dou meus apetites, minha boca e meus genitais (você não precisa ser tão educado quando fala com Ele!), para ser controlado por Ti hoje. Fale comigo quando eu for tentado, ajude-me a mantê-los entregues a Ti ”. Então, quando a tentação chegar, você já estará espiritualmente sintonizado e fortalecido para manter o controle do Espírito sobre eles. Quanto à importância de não tentar “se acertar com o Espírito” bem na hora da tentação, Paulo escreveu em Romanos 6.

  • 12Portanto, não permitam que o pecado reine em seu corpo mortal, fazendo com que vocês obedeçam às suas paixões. 13. Também não ofereçam os membros do corpo ao pecado, como instrumentos de injustiça, mas, como pessoas que passaram da morte para a vida, ofereçam a si mesmos a Deus e ofereçam os seus membros a Deus, como instrumentos de justiça. 14. Porque o pecado não terá domínio sobre vocês, pois vocês não estão debaixo da lei, e sim da graça.

Aprender a andar pelo poder do Espírito é como aprender a andar de bicicleta. Você cai e se machuca muito quando está aprendendo pela primeira vez, você ainda passa por oscilações mesmo depois de ter parado de cair o tempo todo, e precisa aprender a manter os olhos abertos para os buracos! Mas com o tempo e prática, a pessoa fica melhor e melhor em “ficar na bicicleta”. Isso é um caso de crescimento!

É também crucial começar a olhar para as raízes da nossa tentação. Existe um problema profundo que está se tornando suscetível à “infecção”? No caso da minha alimentação, meu problema era que a comida havia se tornado meu “deus”. Quando eu estava feliz, triste, preocupado, etc., a comida era meu conforto. Além disso, cresci pobre e lembro-me muito bem do dia em que saí da aula de luta durante o ensino médio, faminto, e sabendo que não haveria comida suficiente na mesa do jantar para tirar minha fome. E eu disse a mim mesmo: “Quando eu tiver dinheiro, vou comer o que quiser, quando quiser!” E naquele momento, dei terreno à Satanás. Mais tarde na vida, como um pastor acima do peso, e que não conseguia parar de engordar, tive que voltar, confessar esse pecado de idolatria, repreender o maligno e dar o meu direito de comer de volta a Deus.

Por que você está comendo? Por que você está tendo desejo sexual? O que está te conduzindo? Pode ser que você esteja legitimamente com fome de comida ou de sexo. Se você não comeu ou não teve uma emissão seminal por um tempo, seu corpo vai começar a reclamar. Comida que você pode fornecer. Seu corpo naturalmente cuidará do excesso de sêmen por meio de ejaculações noturnas. Ou pode ser que você tenha dado ouvidos ao maligno. Comida ou sexo se tornaram um ídolo, sua “válvula de escape” quando você está feliz, triste, estressado ou simplesmente entediado. Mas pela graça de Deus, podemos resistir e nos libertar de nossas idolatrias.

Como Tiago o Justo escreveu, em Tiago 4:

  • 5.Ou vocês pensam que é em vão que a Escritura diz: “É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?” 6.Mas ele nos dá cada vez mais graça. Por isso diz: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” 7.Portanto, sujeitem-se a Deus, mas resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês. 8. Cheguem perto de Deus, e ele se chegará a vocês. Limpem as mãos, pecadores! E vocês que são indecisos, purifiquem o coração. 9. Reconheçam a sua miséria, lamentem e chorem. Que o riso de vocês se transforme em pranto, e que a alegria de vocês se transforme em tristeza. 10. Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.

Para simplificar:

  1. Submeta-se a Deus confessando a Ele sua necessidade e seu desejo de se libertar da tentação e força para servi-Lo.
  2. Resista ao diabo. Assim como Jesus e Paulo fizeram quando estavam enfrentando espíritos malignos, repreendê-lo diretamente, ou melhor ainda, o espírito de gula ou o espírito de imoralidade. “Espírito de glutonaria, o Senhor te repreenda! Eu entreguei meu apetite a Deus e você não tem o direito de me oprimir nessa área. Vá aonde quer que Deus te envie, mas você não é mais bem vindo aqui. Em nome de Jesus, vá embora!
  3. Presente: “Pai, eu te dou meu corpo como um sacrifício vivo. Preencha-me com o seu Espírito Santo e me dê forças para dizer não. Obrigado pela sua graça!

Assim como é fácil descrever o aprendizado de andar de bicicleta, é fácil descrever o processo de aprender a andar pelo Espírito. Mas a realidade é muito mais difícil. Não é que não funcione! Nós apenas temos que aprender como fazê-lo. E a realidade é que este é um projeto pra toda a vida. Nós seremos perfeitos somente quando chegarmos ao céu!!!

Seu Servo Em Jesus Cristo,
Dr. Mark A. Ellis.

Você Pode Reviver Sua Vida, Sim!

Quantos homens estão gastando suas vidas à toa, vivendo no passado. Lembrando-se de momentos maravilhosos. Lamentando seus errors. Desejando voltar atrás e refazer suas vidas. De fato, podemos. Podemos reviver nossas vidas, através de investir nas vidas dos homens mais jovens. Podemos ajudá-los repetir nossos sucessos. Podemos ajudá-los evitar nossas falhas!